Engenharia de Produção

O Curso

O Curso de Engenharia de Produção das Faculdades Kennedy de Belo Horizonte construiu seu Plano Pedagógico Curricular (PPC) voltado para o desenvolvimento humano e social por meio da formação de profissionais capacitados para o domínio instrumental e crítico dos elementos fundamentais da engenharia. Referido plano nasceu sob o amparo da nova legislação, e teve o seu núcleo tecnológico projetado para, além de fornecer o embasamento necessário, abrir para o futuro engenheiro novíssimos campos de atuação profissional.

O Curso de Engenharia de Produção proporciona formação generalista com forte embasamento matemático e estatístico, sendo capaz de desenvolver um egresso que atenda à demanda do mercado de trabalho bem como das características de desenvolvimento regional nos locais de atuação dos profissionais, pautados pela ética profissional e compromisso social, por meio da aplicação de princípios científicos e tecnológicos da engenharia e das ferramentas de gestão e do meio ambiente.

O currículo do Curso possui preocupação especial em proporcionar ao aluno formação em diversas áreas básicas da Engenharia de Produção, como também em assuntos relacionados aos processos produtivos do Estado (indústrias: metal-mecânica, de mineração, de petróleo, de cimento, de química, de construção civil etc.), legislação, entre outros.

Deve-se ressaltar ainda que o currículo do curso de Engenharia de Produção preocupa-se também em ofertar um curso moderno e adequado a uma nova realidade, na qual a flexibilidade, a rapidez nas decisões e a formação técnico-científica, incorporadas à formação humanística, compõem-se ingredientes imperativos para impulsionar o desenvolvimento tecnológico, proporcionando melhoria na qualidade de vida da sociedade e na preservação do meio ambiente. De caráter interdisciplinar, o curso procura integrar, em todas as etapas da graduação, as dimensões psicológica, social, ecológica e político-social, visando não somente a formação profissional, mas também a formação de um cidadão ético.

Atividades como Estágios, Visitas de Campo e Visitas Técnicas, Controle Ambiental, entre outras, dão ao Curso um diferencial que possibilita a formação de profissionais atualizados e com amplas possibilidades de exercer sua profissão de forma competente.

A atuação dos Engenheiros de Produção destaca-se no Estado de Minas Gerais na implantação de novos padrões da qualidade e de produtividade em todas as atividades industriais, financeiras, agrícolas, comerciais e governamentais, sem esquecer-se de destacar a indispensável atuação regida pela consciência da necessidade de criação atrelada à sustentabilidade. Dessa forma, o Engenheiro de Produção torna-se peça fundamental no desenvolvimento de novos sistemas produtivos em todos os ramos da atividade econômica e empresarial.

O Curso de Engenharia de Produção das Faculdades Kennedy de Belo Horizonte é um curso em regime escolar semestral com 160 vagas anuais, sendo 40 diurnas e 40 noturnas por semestre. O curso é de modalidade presencial com integralização em tempo mínimo de 5 anos e máximo de 10 anos. Cabe enfatizar que 200 horas são de atividades complementares, 80 horas de trabalho de conclusão de curso, 360 horas de estágio e 3920 horas em sala de aula, totalizando 4560 horas/aulas.

Ressalta-se que o Curso está estruturado em plena consonância com a Resolução CNE/CES 11 de 11 de março de 2002 (DCN), inclusive no que diz respeito ao percentual do currículo destinado aos conteúdos básicos, profissionalizantes e específicos. Além disso, possui no currículo disciplinas optativas, como Libras, e outras disciplinas julgadas importantes para complementação curricular do estudante.

O Curso tem portaria de autorização n° 1.536, de 14/09/2009, é reconhecido pelo INEP-MEC com nota 3 e está cadastrado no sistema CONFEA-CREA.

Missão

O Curso de Engenharia de Produção, com base científica e tecnológica própria, define-se como grande área, cujo conjunto de conhecimentos é fundamental para que qualquer tipo de sistema produtivo tenha um funcionamento coordenado, eficiente e eficaz. Esses conhecimentos e habilidades são próprios e característicos da Engenharia de Produção, que trabalha referidos assuntos de forma integrada, enquadrando, cada um deles, no conjunto que compõe um sistema produtivo, cuja aplicação exige a formação básica requerida apenas pela Engenharia, como Matemática, Física, Química, Informática, Desenho etc.

Objetivos

O Curso foi concebido a partir do entendimento de que uma região, com razoável adensamento populacional, necessita, urgentemente, colocar à disposição de sua população leque bem mais amplo de opções no que diz respeito à formação universitária.

Objetivo Geral

Formar um profissional que seja capaz de dialogar com a diversidade cultural, com a multiplicidade de concepção de mundo e capaz de enfrentar novos desafios. Afinal, o curso de Engenharia de Produção está voltado para a formação geral e humanística, assumindo o sujeito como ser social e histórico, superando a aprendizagem dogmática e tecnicista, buscando uma formação pedagógico-científica, crítica e criativa, por intermédio de buscas coletivas, indispensáveis ao desenvolvimento da cidadania.

Objetivos Específicos

>> Promover formação humanística, ética, social e ambientalmente responsável dos acadêmicos, necessária à atuação responsável da atividade profissional, comprometida com o desenvolvimento sustentável da região;

>> Propiciar condições para o desenvolvimento de habilidades e competências técnicas profissionais necessárias ao pleno desenvolvimento das atividades no setor de produção, bem como a criatividade, o empreendedorismo e a capacidade gerencial;

>> Propiciar articulação entre a teoria e a prática, promovendo contínuo desenvolvimento das habilidades e das competências previstas para a formação do egresso e de um ensino de qualidade;

>> Estimular a pesquisa e a sua articulação com os vários setores do conhecimento, buscando desenvolvimento tecnológico e melhorias nos processos ligados às engenharias;

>> Promover a prática extensionista como forma de agregar conhecimentos à comunidade acadêmica, bem como despertar o resignificado do papel da engenharia de produção frente aos desafios sociais e ambientais da sociedade, buscando o desenvolvimento de novas parcerias;

>> Suprir a demanda de profissionais a partir da formação de egressos qualificados e dotados das habilidades e competências previstas para a atuação de qualidade na área da engenharia de produção.

Mercado de Trabalho

O profissional formado em Engenharia de Produção tem como foco as seguintes áreas:

Indústria – atua principalmente no Planejamento e Controle da Produção, na Gestão da Qualidade, na Pesquisa e no Desenvolvimento de Novos Produtos, na Gestão dos Processos Produtivos, no Planejamento Financeiro, no Estudo de Viabilidades, na Logística Empresarial etc., tendendo a ocupar, com o tempo, altos cargos de natureza gerencial;

Serviços – atua em consultorias empresariais, empresas de transportes e distribuição, empresas de prestação de serviços em geral, hotéis, bancos etc.

Agroindustrial – é habilitado a participar das várias fases do processo produtivo primário, mas atua principalmente na área de Logística.

Comércio – por ter formação de caráter generalista e forte visão de negócios, é também atuante no setor comercial, no qual se destaca pelo Empreendedorismo.

Mercado Financeiro – neste setor agrega seus conhecimentos de Engenharia Econômica, Análise e Viabilidade de Projetos, Macro e Micro Economia.

Alguns Exemplos de atuação do Engenheiro de Produção

Na gestão do trabalho e da empresa

• Elaboração de planos para avaliação de cargos e sistemas de incentivos;
• Elaboração de planos para identificar e resolver problemas de alocação de recursos;
• Atuação em programas de higiene e segurança do trabalho;
• Participação e colaboração na seleção e no treinamento de pessoal;
• Realiza a interface entre as áreas administrativas e técnicas da empresa.

Na área de planejamento industrial

• Realiza estudos sobre a localização geográfica da empresa, planejando o arranjo físico de suas instalações;
• Desenvolve estudos de viabilidade técnico-econômica para aplicação de capital no processo industrial;
• Conduz programas de redução de custos;
• Elabora e calcula lotes econômicos e séries de produção, bem como previsões de venda;
• Estabelece políticas de administração e controle de estoques e reposição de equipamentos;
• Presta assistência no desenvolvimento de máquinas, ferramentas e produtos e no desenvolvimento de políticas e procedimentos;
• Acompanha e supervisiona a operação de materiais e equipamentos.

Como gestor do sistema produtivo

• Desenvolve projetos e faz o planejamento para controlar a produtividade ou a eficiência operacional de uma empresa, conjugando os recursos humanos e materiais disponíveis, a fim de aumentar a produção com o menor custo possível;
• Desenvolve métodos de otimização do trabalho;
• Cria procedimentos para programação e controle de produção;
• Desenvolve programas de controle da qualidade;
• Apresenta modelos de simulação para problemas administrativos complexos.

Gostou? Compartilhe este Curso:
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest

Faça já sua inscrição!

Escolha umas das formas de entrada e aproveite os benefícios

A problem was detected in the following Form. Submitting it could result in errors. Please contact the site administrator.
Grau de Escolaridade

Duração

5 anos

Formação

Bacharelado

Curso Reconhecido

pelo MEC

Processo Seletivo

Vestibular Online ou Presencial

Presencial

Mensalidades a partir de:

R$ 370,35*

*Consulte a central de atendimento e confira condições especiais para bolsas e planos de financiamento.

Edital e Manual do Candidato 2022/2